Como investigar um acidente de trabalho?

Investigar um acidente de trabalho requer técnica e cuidado. Saiba como este procedimento deve ser feito com responsabilidade.

A investigação do acidente do trabalho é uma das facetas do gerenciamento de riscos. Digamos que a investigação do acidente é uma forma reativa de gerenciar o risco considerando que ela pretende identificar “o que aconteceu” e “como aconteceu” de modo que se possa propor ações que possam evitar a sua recorrência e/ou diminuir a sua consequência caso volte a ocorrer. Em outras palavras, a investigação busca identificar as causas do acidente.

Passos para investigar um acidente de trabalho

A investigação de acidentes de trabalho deve iniciar o mais rápido possível, e deve ser conduzida em etapas bem definidas:

Ações Imediatas: as ações imediatas incluem a notificação do acidente de modo que o acidentado possa ser atendido e socorrido, a comunicação do acidente para a empresa e às vezes externamente à empresa ( INSS, Ministério do Trabalho, Polícia, etc), proteger a área onde ele ocorreu para evitar a descaracterização do cenário, documentar a cena e o cenário do incidente com fotos, croquis ou mesmo filmando, iniciar a coleta de evidências e identificar as principais testemunhas.

Constituir o Grupo de Investigação: designar pessoas para conduzir a investigação das causas, propor ações para evitar recorrência ou diminuir a consequência de eventos futuros similares e documentar o processo de investigação.

Coletar, organizar e analisar dados e informações:

  • obter dados relativos a pessoas (histórico de trabalho e de saúde dos envolvidos, entrevistas de testemunhas e do próprio acidentado);
  • ambiente (físico no momento do incidente, ex. clima, iluminação, ruído, níveis de vibração, etc., localização de pessoas e equipamentos, arrumação do local do incidente),
  • equipamentos (Análise física e teste de equipamento; análise do registro de equipamento, funcionamento, controles, vazamentos, comparação com outros novos ou similares, ferramentas e equipamentos de segurança),
  • documentos e registros (análise de procedimentos aplicáveis: ART, PTP, etc.,, disponibilidade e uso de procedimentos; relatórios de turno; relatórios e registros de produção e de manutenção, análise de tarefas e avaliação de risco; permissões de trabalho, relatórios de treinamento, especificação e manuais de operação e de manutenção, registros de sistemas de controle e de supervisão eletrônica de equipamentos e instalações, auditorias, inspeções e relatórios, registro de incidentes anteriores, etc)
  • fatores organizacionais (cargos e responsabilidades, supervisão de funcionários,ambiente de trabalho, metas de produção e segurança, etc).

Estes dados e informações devem ser organizados para facilitar a análise e, portanto, a identificação de causas, parte do trabalho de investigar um acidente de trabalho A organização dos dados e informações pode ser feita com uso de ferramentas apropriadas tais como: Diagrama de Causa-Efeito; Diagrama de Mudanças, Diagrama de Barreiras, Diagrama de 5 Por Que, dentre outros.

botao-segredo-cultura

Elaborar conclusões e propor ações: as recomendações devem estar relacionadas diretamente ao incidente e ter o propósito de evitar a recorrência, seja eliminando a condição perigosa, a probabilidade de ocorrência ou mesmo a consequência caso ocorra novamente. Normalmente, as recomendações abordam o uso de defesas, barreiras ou controles inexistentes ou inadequados. É importante que as recomendações sejam ações viáveis e exequíveis, capazes de mitigar o risco.

documentar a investigação é produzir um relatório sobre a ocorrência, a investigação das causas e as ações e recomendações propostas.

Documentar a investigação é produzir um relatório sobre a ocorrência, a investigação das causas e as ações e recomendações propostas.

Documentar a investigação: produzir um relatório sobre a ocorrência, a investigação das causas e as ações e recomendações propostas. Inclui um sumário executivo, descrição da sequência de eventos e suas consequências, da ferramenta de organização de dados e de investigação, listagem das causas, recomendações e ações propostas, além dos anexos pertinentes. Não é incomum as empresas disporem de formulários estruturados e padronizados para o registro da investigação.

Acompanhar e validar as ações: investigar um acidente de trabalho não termina com a elaboração do relatório. O ciclo de investigação somente é completado quando todas as ações propostas tenham sido concluídas e validas. Portanto, é fundamental que seja designado um responsável para esta tarefa.

botao-fap

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Investigação e Análise de Incidentes – Lapa, Reginaldo, Editora Edicon

Autor: Reginaldo Pedreira Lapa
Engenheiro de Minas e de Segurança do Trabalho
Diretor da RISKEX

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *