cultura-de-seguranca

Cultura de segurança: como promover uma mudança organizacional?

A cultura de segurança é um um conceito muito importante a ser tratado para promover uma importante mudança organizacional.

Já abordarmos algumas vezes sobre a necessidade de se priorizar a criação de uma cultura de segurança nas empresas para a prevenção de acidentes e mitigação de riscos. Contudo, a cultura de uma organização não é tão difundida e esclarecida como deveria ser, pois poucos entendem realmente o que é ou como gerenciá-la.

O que é cultura organizacional?

Entende-se por cultura organizacional como um conjunto de padrões de comportamento, crenças e conhecimentos que, juntos, servem para caracterizar a maneira de atuar da maioria das pessoas de uma empresa. Assim, muitas pessoas acabam vendo a cultura organizacional como algo somente emocional, que pode ser resolvido na base da conversa. Certas empresas chegam até a discutir em reuniões como promover uma cultura de segurança, por exemplo, somente através de comunicados em murais ou ações do tipo.

Até certo ponto, tratar a cultura organizacional de forma “emocional” não está errado; porém, é muito mais do que isso – apesar de a mentalidade fazer muita diferença na questão. O importante, na verdade, é estar ciente de que a cultura organizacional não deve ser trabalhada de maneira isolada, pois é parte integral de um sistema de gestão!

Uma cultura de qualidade, por exemplo, é somente um efeito de seu próprio Sistema de Gestão – resultado de como as coisas são realizadas em sua empresa. Um ótimo exemplo disso é caso sua empresa seja de prestação de serviços: a qualidade dos serviços depende diretamente da qualidade dos processos envolvidos na prestação dos serviços. O mesmo vale para a criação de produtos.

Como mudar a cultura de segurança de uma empresa?

cultura-seguranca-02

A cultura de segurança de uma empresa deve ser transformada através da mudança do pensamento das pessoas.

A cultura de segurança de uma empresa deve ser transformada através da mudança do pensamento das pessoas. Mudanças que devem ser realizadas através da aprendizagem e vir da alta diretoria, da gestão, principalmente através do exemplo e do alinhamento das ações dessas pessoas com o discurso da empresa, traduzido nos seus valores, missão e visão. Ou seja, essa aprendizagem tem origem no comportamento individual daqueles que são reconhecidos como líderes ou formadores de opinião, que em última análise deveriam ser os gestores. Leia também nosso artigo sobre “3 características de uma forte liderança na segurança do trabalho”.

A corrente de contaminação do comportamento desce da alta direção e contamina aqueles que estão na linha de frente e portanto, expostos aos agentes perigosos inerentes às suas atividades.

Você, individualmente, independente da “patente” que tenha na sua organização, pode ser o agente alavancador da formação da cultura de segurança por que você sempre terá alguém próximo que o elegerá como líder. Certamente que o processo de adesão e de contaminação das pessoas por comportamentos seguros formando uma corrente que se transforma em cultura será mais intenso quanto mais você for reconhecido como um líder.

botao-segredo-cultura

Autor: Reginaldo Pedreira Lapa
Engenheiro de Minas e de Segurança do Trabalho
Diretor da RISKEX

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *